sábado, 22 de abril de 2017

1

OVNIs : Sera possivel aver uma base de ovnis em Peruibe




 Peruíbe é uma belíssima cidade do litoral sul do estado de São Paulo, situa-se geograficamente entre duas grandes áreas de preservação ambiental da Mata Atlântica: a Estação Ecológica da Juréia-Itatins e o Parque Estadual da Serra do Mar, ambas reconhecidas pela UNESCO como reserva da Biosfera. Esse foi o “palco” de mais uma pesquisa de campo do grupo de Pesquisas Ufológicas EXO-X (nesta pesquisa representado por Paulo Aníbal G. Mesquita, Dino Nascimento, Henry Albert e S. S. Saga) numa apuração efetiva da casuística ufológica na primeira quinzena do mês de Julho de 2002. Tivemos a oportunidade de contatar o Sr. Ernandez, de 27 anos.

 Ele nos relatou que em meados do ano de 2001, por volta das 21:30h, na localidade do Perequê, observou uma forte luz dourado-prateada vinda da direção do Morro do Juquiá e que, aos poucos foi aumentando de tamanho devido à aproximação do objeto até o momento; chegou tão próximo que ele pode perceber alguns detalhes. Segundo suas palavras, assemelhava-se a um “ônibus” com as extremidades arredondadas, e pode até mesmo observar a existência de “janelas”.

O objeto passou acima de sua cabeça numa altitude aproximadamente de 50 metros e, nesse instante o sr. Ernandez teve algumas sensações estranhas de “levitação” e arrepio por todo corpo. Ele complementou o relato dizendo ainda que a luz iluminava em volta do OVNI e também a área em que ele se encontrava da mesma forma. Tudo isso ocorreu no mais absoluto silêncio, e o objeto voou em direção à Serra de Itatins, após o quê, o som natural da mata se restabeleceu.

INVESTIGAÇÃO NO LOCAL

 Em companhia da testemunha, Henry, Saga e eu fomos ao local indicado por ele para uma verificação in loco e coleta de evidências. Tivemos à oportunidade de conhecer um grupo de pescadores na região do Guaraú, sendo que um deles, o sr. Marcelo, também nos relatou alguns fenômenos estranhos, tais como luzes avermelhadas surgindo de forma inexplicável voando em diversas trajetórias, saindo ou entrando no mar. Outro acontecimento que o deixou intrigado quando pescava num local próximo à Ilha da Queimada Grande, foi que mudou sua direção de forma anormal e ficou apontando na direção da praia de de Barra do Una.


 Outra localidade muito citada por testemunhas é Pedra da Serpente, onde foram e continuam sendo relatados avistamentos de luzes e até seres luminosos, com um brilho esbranquiçado intenso; em algumas oportunidades, esses seres foram vistos saindo da própria Pedra da Serpente, como me afirmou uma testemunha que se identificou apenas como José. Segundo ele, a pedra parece ser um “portal” e disse que muitos sentem “algo” de estranho quando estão ao lado da pedra. Segundo Suzana, de 21 anos, em meados do ano 2000, foram vistas duas bolas de luz esbranquiçadas, sendo que uma delas dava a impressão que saia da pedra.

 O fato foi observado de dentro do seu automóvel, por volta da meia noite, poucos metros antes da curva em torno desta pedra. Ela parou na curva e reparou que os objetos luminosos foram em direção ao mar; um deles entrou na água, e seu brilho era tão intenso que ela ainda pôde acompanhar um pouco sua trajetória submersa. A impressão que ficou, ela disse, foi a de que as luzes foram na direção da Queimada

OBJETOS SUBMARINOS

 Também estivemos na região da na região da Pedra da Serpente para fazer algumas investigações no local, e verificar todo o campo de visão do mar em torno. Colhemos material rochoso e, aparentemente nada de anormal foi detectado. Trata-se de uma região de beleza particular, com uma bela visão da Ilha da Queimada Grande – o habitat natural da jararaca ilhôa (Bothrops insularis), que tem o veneno vinte vezes mais poderoso do que o das jararacas do continente.



pesquisaperuibe4
 
Em Setembro de 2001, um casal teve uma experiência incrível. Estavam sentados numa região da praia de Barra do Una, por volta da uma hora da madrugada, quando viram uma enorme bola de luz branca pairando sobre à areia. Dois seres muito luminosos saíram dessa “bola” e um veio na direção do casal. Muito assustados saíram correndo e foram para casa; mas, antes de entrar ela olhou para trás e reparou que os seres estavam flutuando próximo ao chão, e em seguida “bola de luz”, que subiu sem emitir qualquer som.

Esse relato foi citado como um exemplo da casuística na Barra do Una, mas em outros locais como a Juréia, Serra de Itatins, praia de Guaraú, Ponta de Paranapuã, Praia do Peruíbe, e Morro dos Prados, também temos relatos de avistamentos e mais dois “pousos”, sendo um deles no Perequê.

Além disso, é preciso salientar os OSNIs (Objetos Submarinos Não Identificados), como relatam alguns pescadores nas proximidades da Ilhada Queimada Grande e da Queimada Pequena. Com base nos avistamentos e usando uma carta náutica do litoral sul de São Paulo determinamos alguns pontos comuns da casuística e chegamos a conclusão que é possível haver uma base submarina dos OVNIs nas proximidades da Ilha da Queimada Grande. Talvez toda essa região envolvendo da Juréia e Peruíbe tenha algo que provoque o interesse nos tripulantes desses objetos. Sabemos que se trata de uma região rica em elementos radioativos, mas será esse o motivo? Por que tantos avistamentos?


pesquisaperuibe5
Curiosamente, em uma das noites de pesquisa, também avistamos no céu, na companhia de Saga e do Delegado Dr. Guilherme Raimundo, um objeto de forte brilho avermelhado.
De um fato temos certeza: a enorme riqueza natural da região, pois trata-se de um “santuário” da Mata Atlântica.

Matéria Publicada no site: http://www.portalburn.com.br/possivel-base-de-ovnis-em-peruibe/
←  Anterior Proxima  → Página inicial

1 comentários:

  1. Caros amigos devido a quantidade de ocorrências e relatos na região de Peruíbe estaremos em breve fazendo um trabalho de pesquisa que posteriormente estaremos comentando neste blog. abraços a todos

    ResponderExcluir

Documento Oficial relatos 25 anos antes do caso ET de Varginha

Sunrise Time-lapse from the International Space Station (ISS)



Linda imagem da Estação Espacial !!!

Visão abordo Estação Espacial Internacional - NASA