sábado, 16 de julho de 2011

0

As provas sobre UFOs são esmagadoras:




Reformado do Exército, o coronel e PhD John B. Alexander é uma pessoa incrível dentro e fora das Forças Armadas. Ex-comandante Boina Verde, feliz e casado com Victoria, crítica de cinema na revista Films in Review. Eles vivem tranquilamente em Las Vegas e poderiam ser tão somente mais um casal de alimentação regular e vida pacata.
Mas não é bem assim, porque Alexander acaba de publicar o livro sobre UFOs e extraterrestres, em que é obrigado a perturbar muitas pessoas. UFOs: Myths, Conspiracies and Realities [UFOs: Mitos, Conspirações e Realidades, Thomas Dunne Books, 2011] também está a caminho de tornar-se um bestseller. Lee Der Speigel, da AOL em Nova York, denota ao fato de que o oficial altamente condecorado pode ter usado seu certificado de segurança militar, passando a níveis mais altos do governo dos EUA e militar procurando pdelo suposto grupo de pessoas que teriam sido responsáveis pela informação e acobertamento ufológico por décadas.

 Suas conclusões [Do Cel Alexander]: “Não só não existe acobertamento, como também a divulgação sobre UFOs já ocorreu em níveis oficiais”.
Speigel disse que “se acreditar ou desacreditar na noção de que os UFOs são visitantes de outro planeta, o coronel Alexander veio à frente com informações que podem enfurecer os dois lados no debate em curso. A divulgação já teria ocorrido e a solução definitiva para os UFOs seria mais complexa do que a maioria das pessoas pensa”.
“Com tantas pessoas chorando atualmente para o governo dos EUA, às Nações Unidas ou mesmo ao Vaticano para emitirem uma espécie de declaração do tipo ‘realmente não estamos sozinhos no universo’, as informações foram escorrendo por todos nós, ao longo de décadas, com altos funcionários casualmente fazendo declarações sobre UFOs”, declarou Alexander. Citou, por exemplo, uma observação de 1950 pelo então presidente Harry Truman: “Posso assegurar-lhes que os discos voadores, uma vez que existem, não são construídos por qualquer poder sobre a Terra.”

“A divulgação aconteceu. Ela começa com os ex-presidentes Truman, Carter, Reagan e Gorbachev na União Soviética. Eu tenho pilhas de generais, incluindo soviéticos, que já disseram que UFOs são reais. Meu ponto é, quantas vezes ainda será necessário que altos funcionários se apresentem e digam o óbvio?”, assertou o coronel a Lee Speigel na AOL News, e confirmou que ex-oficiais militares vieram à frente para discutir as suas experiências quando UFOs supostamente adulteraram mísseis nucleares dos EUA.

“Ao mesmo tempo, muito antes dessas informações serem divulgadas, eu podia ver ambos, os classificados e os materiais não classificados. E vou te dizer que 98% já era de domínio público”, apontou Alexander. “As únicas coisas ainda sob segurança são fontes e métodos, que são protegidos, mas as informações sobre os incidentes já estavam lá fora. Apesar da esmagadora evidência de interação, nada foi feito. É como uma série de fatos que simplesmente se coloca no lixo, porque são demasiadamente difíceis de manusear. Se isso acontecer novamente, vamos ficar nervosos, mas desde que ocorreu, colocou-se de lado”, completou.

Aos 74 anos de idade, uma única vez o comandante e desenvolvedor de armas em Los Alamos, Novo México, falou e apresentou suas opiniões, no International UFO Congress (IUFOC), em Scottsdale, Arizona. “Ele discorda tanto dos crentes que assumem qualquer luz estranha no céu como de outro planeta quanto dos céticos obstinados em querem desmascarar todas e quaisquer evidências de UFOs e vivem para provar o contrário”, contou Speigel.
Em sua obra, o coronel Alexander afirma categoricamente: “UFOs são reais! Sem subterfúgios ou qualificação dos termos, existem objetos físicos de origem desconhecida que transitam no nosso universo.

 A evidência que apóia essas declarações é simplesmente avassaladora. O problema é que quando você discute os UFOs, estamos falando de muita coisa, desde pequenas bolas de luz até artefatos de um quilômetro ou mais de diâmetro, e tudo mais. Então, o que é isso? Defendo que, não só não estamos resolvendo os problemas, no entanto, não estamos fazendo as perguntas certas, porque a abordagem parece errada.”

UFOs: Mitos, Conspirações e Realidades
Alexander é freqüentemente convidado de programas de rádio e TV, com participação no Coast to Coast. O jornalista investigativo e pesquisador George Knapp teceu elogios de postura ao coronel e sugeriu que seu livro “quase certamente irá enfurecer os fanáticos de ambos os lados do espectro UFO”. Em sua resenha, Knapp escreveu: “A mentalidade militar de Alexander instintivamente chega ao coração dos casos ufológicos e seus problemas, faz um rápido trabalho de charlatães e loucos, e provavelmente vai inspirar uma nova rodada de especulações sobre seu suposto papel como um MIB tipo fantasma que espiona a comunidade ufológica.”

No início de 1980, com folga de segurança máxima, criou nos bastidores do governo um grupo de estudo chamado Advanced Theoretical Physics [Física Teórica Avançada, ATP], composta por membros da comunidade militar, científica e de inteligência. Ele disse que o ATP trabalhou com muitos casos de UFOs e concluiu que havia provas suficientes apoiadas por dados de alta qualidade para saber que alguns foram anomalias reais – não apenas de observação ou erros de interpretação – e que houve casos que envolviam sistemas de armas militares que representavam ameaça significativa e deviam ser investigadas.

Além disso, segundo ele, dados multisensoriais apoiavam observações dos discos voadores físicos, que realizaram manobras inteligentes que foram muito além de qualquer capacidade humana conhecida. Houve também incidentes que envolviam rastreamento de evidências físicas.
Ex-coronel do Exército, ex-comandante Boina Verde e PhD. Este é John B. Alexander
No entanto, disse que o Caso Roswell, no Novo México, não teria sido de fato uma nave alienígena, mas um projeto militar ultra-secreto chamado Mogul. “Foi um incidente real, não há dúvida sobre isso. O Projeto Mogul não era balão meteorológico, mas algo realmente muito diferente. Ele foi projetado para espionar a então União Soviética [Atual Russia]. Foi super secreto, mas não envolveu UFOs”, segundo o autor.

Speigel comentou: “Depois de muitos anos de pesquisa profunda com UFOs, o ex-coronel está convencido, tanto do ponto pessoal e militar, que é uma questão muito mais complexa do que a idéia da Terra sendo visitada por extraterrestres”. Alexander explicou: “O público está interessado, contudo, em geral ambivalente, acredita em UFOs, mas isso não afeta sua vida diária. No setor militar, você aprende muito rápido, não é carreira de reforço para trazer anomalias que você não tenha boas respostas.”
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Múmia descoberta no Peru pode mesmo ser alienígena

Documento Oficial relatos 25 anos antes do caso ET de Varginha

Sunrise Time-lapse from the International Space Station (ISS)



Linda imagem da Estação Espacial !!!

Peruíbe, no litoral de São Paulo, seria alvo frequente de 'ovnis'

Ufólogos de diversos cantos do país visitam a cidade que possui inúmeros relatos de aparições de objetos voadores não identificados (ovnis). Alguns cientistas têm explicações para o fato de a cidade 'atrair supostos ETs'. Fonte: http://mais.uol.com.br/view/dsirb7h509tj/peruibe-no-litoral-de-sao-paulo-seria-alvo-frequente-de-ovnis-0402CD1C3466D4B15326?types=A&

Visão abordo Estação Espacial Internacional - NASA